O uso de hidrolisado de colágeno por 24 semanas

Em atletas com dor nas articulações , o uso de hidrolisado de colágeno por 24 semanas pode reduzir significativamente a dor. E atletas com dor no joelho podem reduzir a dor tomando 5 gramas por dia de peptídeos de colágeno por 12 semanas.

Pele

A pele é o maior órgão do corpo e o colágeno é um dos componentes mais importantes. Conforme você envelhece, o conteúdo de colágeno diminui em 1% ao ano (por unidade de área da superfície da pele). Esta diminuição pode ser vista sob a forma de uma pele enrugada , solta e flácida. A suplementação diária de colágeno por oito semanas já pode aumentar a elasticidade da pele, que é um indicador de aumento de colágeno. E a ingestão de hidrolisados ​​de colágeno por oito semanas tem um efeito positivo sobre a umidade e elasticidade da pele e reduz rugas e rugosidade. Acesse e saiba mais sobre em renova 31 colageno.

Crescimento do cabelo

Em mulheres com queda de cabelo, 180 dias de suplementação de colágeno podem melhorar o volume do cabelo, a opacidade, o brilho e a espessura. A umidade da pele também está melhorando. A administração tópica de colagénio pode ser benéfica para o crescimento do cabelo, porque pode ligar-se e penetrar na camada exterior dos folículos capilares e aumentar a sua espessura. Além da suplementação de colágeno, você também pode procurar por produtos para cabelos e produtos para a pele que contenham hidrolisado de colágeno.

Aumentar a densidade óssea

O colágeno também é um componente importante dos ossos. Conforme você envelhece, a produção de colágeno nos ossos diminui, o que diminui a densidade óssea. Pessoas com mais de 70 anos têm menor densidade óssea e maior risco de lesão. Este processo é ainda mais rápido para pessoas que sofrem de osteoporose . colagénio hidrolisado à base de proteína animal muito semelhante à nossa própria colagénio para estimular mais moléculas da matriz extracelular de células produtoras de cartilagem (condrócitos humanos), incluindo-se colagénio. Esses achados indicam que o colágeno pode efetivamente prevenir a redução da densidade óssea relacionada à idade em humanos.

Impotência e disfunção erétil de diabetes

Uma das complicações mais comuns do diabetes nos homens é a impotência (disfunção erétil). Impotência nos homens Isso leva a uma deterioração significativa na qualidade da vida sexual. Pacientes com diabetes precisam passar por uma série de exames para garantir que as violações da função erétil sejam identificadas. Essas violações incluem:

disfunção erétil parcial ou completa; diminuição da libido; distúrbio da ejaculação (ejaculação) e orgasmo. A principal causa da impotência do diabetes é a polineuropatia diabética. As causas secundárias são: doença cardiovascular, desequilíbrio do metabolismo lipídico, insuficiência hepática e renal, doenças androgênicas, transtornos psicogênicos, hipertensão. No diagnóstico de diabetes da disfunção erétil incluem: Exame físico (para determinar a necessidade e sensibilidade tátil das vibrações dos órgãos externos do sistema reprodutivo); pesquisa hormonal (realizada para detectar níveis de FSH, LH, prolactina, estradiol, testosterona, tireóide estimulando a glândula tireóide);

Resultado das propriedades lipídicas. Um remédio para diabetes tem que ser limitado antes que o passo para tratar a impotência precise ser limitado. tratamento da impotência em pacientes com diabetes A medicina moderna pode curar a impotência em pacientes com diabetes através de: Terapia LOD (uso de um eretor de vácuo); terapia (medicamentos);

Psicoterapia (complexo de efeito terapêutico na psicologia do paciente é permitido com impotência psicogênica); cirurgia (prótese para cirurgia do pênis e seus vasos). Na maioria dos casos, é baseado no tratamento da impotência em homens com níveis elevados de açúcar no sangue, que é usado com medicamentos (ácido tiocotínico, apomorfina, johymbin papaverin, viagra, etc.). Um agente terapêutico especial para a disfunção erétil na diabetes é devido a: condição geral do paciente, determinação precisa do fator causador, presença de atividade sexual e possíveis contraindicações para a melhora da atividade sexual. Diabetes, o uso da droga para o tratamento da impotência deve ser realizado com extrema cautela e tendo em conta os seus potenciais efeitos adversos.

A impotência não é uma doença

A disfunção erétil ou impotência é uma incapacidade de os homens obterem ou manterem uma ereção enquanto puderem satisfazer suas necessidades sexuais. A disfunção erétil não é uma doença, mas um sintoma de outro problema – físico, psicológico ou uma combinação de ambos.

O tratamento da impotência é possível com medicamentos administrados oralmente (pela boca), uso de dispositivos a vácuo, aconselhamento, aplicação de injeções diretamente no pênis ou instalação de implantes prostéticos.

Eles já pensaram que a impotência se deve principalmente a fatores psicológicos, como ansiedade ou depressão. Na verdade, a maioria dos casos de impotência é causada por doença física real.

A disfunção erétil é reversível?

Em muitos casos, a disfunção erétil e seus sintomas podem ser aliviados. Muitos medicamentos e terapias estão disponíveis. Além disso, alguns dispositivos, como o Pump ou o Ring for ED, podem ajudar temporariamente nos sintomas, para que possam continuar com a relação sexual.

A disfunção erétil é às vezes uma condição com múltiplas causas. Converse com seu médico sobre os sintomas imediatamente para que você possa descartar algumas das possíveis causas e determinar o plano de tratamento.

Impotência Sexual (Impotência ou Disfunção Erétil (DE))

Geralmente sobre impotência sexual

A impotência sexual, ou impotência ou disfunção erétil (DE), é definida como “aperto insuficiente do pênis para relações sexuais normais ou satisfatórias”. Até recentemente, considerado um tema tabu, na verdade é bastante comum na população masculina. Um número significativo de homens têm, por vezes, ereção um pouco mais fraco, mas quando se tem a duração de um tempo, e quando ela está presente na maioria das relações sexuais, então é um problema.

Em alguns estudos, mais de 100 000 homens na Croácia têm problemas de potência pequenos ou maiores, ocasionais ou frequentes. Limpar causa da impotência não é conhecido, mas é considerado para fumar, diabetes, hipertensão, e outras doenças podem causar alterações nos vasos sanguíneos e os nervos do pênis, que, em seguida, conduzem ao enchimento insuficiente do pênis com sangue e, portanto, pouco ou nenhum ereções . A impotência sexual também pode ser o resultado de alguns procedimentos cirúrgicos, bem como lesões.

O que é impotência ou disfunção erétil?

A impotência indica problemas eréteis nos homens.

A disfunção erétil pode ser causada por estresse, inibição, cuidados com a saúde ou uso de drogas.

– Tratamento da disfunção sexual está muitas vezes associada com uma condição de saúde e são geralmente associada com níveis elevados de colesterol, danos nos nervos, stress, ansiedade, depressão ou diabetes

A disfunção sexual em homens consiste em vários problemas relacionados ao desempenho

Impotência-disfunção erétil- disfunção eréctil ou incapacidade para experimentar uma erecção durante a relação sexual

Importância de ser consistente consigo mesmo

Não esqueça o propósito de seu tratamento e a importância de ser consistente consigo mesmo. O principal é evitar o agravamento da situação. Você não pode se locomover sem ajuda profissional.

Há outro ponto importante a considerar: quando você tem que salvar sua vida, e você tem que tomar as drogas, que causam disfunção erétil e, infelizmente, você não pode desistir delas. O regime de tomar o medicamento torna-se uma prioridade neste caso.

Descrição da Disfução Erétil

A disfunção eréctil é a incapacidade, frequente ou regular, para obter ou manter uma erecção peniana suficiente para a relação sexual. Embora a maioria dos homens ocasionalmente não consiga uma ereção ou a perca prematuramente, alguns homens experimentam essas dificuldades regularmente.

Não há estatísticas precisas sobre o número de homens afetados, porque esta é uma condição que é muito pouco relatada. Estima-se, no entanto, que no Canadá, cerca de metade dos homens com mais de 40 anos têm dificuldade em obter ou manter uma ereção. O número de homens com disfunção erétil aumenta com a idade, mas essa condição não é considerada uma consequência normal do envelhecimento. A maioria dos casos pode ser tratada com sucesso.

Causas

Uma grande variedade de condições, medicamentos, lesões e distúrbios psicológicos podem levar à disfunção erétil. As causas mais comuns são:

Distúrbios circulatórios – uma ereção ocorre quando o sangue enche o pênis e uma válvula localizada na base do órgão o bloqueia. Diabetes, hipertensão arterial, colesterol alto, coágulos e aterosclerose “endurecimento das artérias” pode dificultar esse processo. Esses problemas circulatórios são a principal causa da disfunção erétil. A disfunção erétil é frequentemente o primeiro sintoma visível associado à doença cardiovascular;

Doença de Peyronie – a condição que causa o aparecimento de nódulos fibrosos e placas nos genitais e uma interrupção do fluxo sanguíneo;

Câncer – o câncer pode atacar os nervos ou artérias essenciais à ereção;

Cirurgia – Cirurgia na área pélvica, especialmente câncer de próstata, pode danificar os nervos e artérias necessárias para obter e manter uma ereção;

Lesão pélvica ou lesão da medula espinhal – pode acontecer de uma lesão cortar os nervos que estimulam uma ereção;

Como funciona uma ereção?

No cérebro, estímulos sensoriais (por exemplo, ver, ouvir, cheirar, tocar ou fantasiar) ativam certas substâncias mensageiras. Estes dão ao pênis o sinal de “estimulação sexual” e causam a ereção de uma ereção:

Uma certa substância mensageira no pênis (GMPc) causa um relaxamento dos músculos lisos dos corpos cavernosos e uma expansão dos vasos sanguíneos que se alimentam no pênis.

Nos vasos sanguíneos do pênis, mais sangue flui. Ao mesmo tempo, as veias removedoras de sangue são comprimidas para que menos sangue possa drenar.

Devido ao aumento do volume sangüíneo nos vasos e no tecido erétil, o pênis fica rígido.

Conclusão: Uma ereção só pode surgir e ser preservada se o mensageiro cGMP estiver presente em concentração suficiente no pênis. Se houver uma deficiência no GMPc, certos medicamentos usados ​​com bom êxito contra a disfunção erétil ajudarão.

Mais frequentemente do que se pensa

A disfunção erétil é frequentemente um grande fardo para casais que desejam uma sexualidade satisfatória. De acordo com pesquisas atuais, cada segundo homem entre 40 e 70 anos é afetado pela disfunção erétil! Hoje, a maioria dos homens pode ser ajudada. Então, não há razão para apenas silenciosamente aceitá-los. Seu médico conhece as possibilidades, e você ficará aliviado se houver uma solução eficaz para você e seu parceiro também.

Causas

A disfunção erétil (DE) é favorecida por uma variedade de fatores. Razões psicológicas desempenham um papel menos importante na disfunção erétil do que o assumido no passado: apenas cerca de um em cada cinco são a única causa do problema.

Para a maioria das pessoas (80%), os distúrbios orgânicos (por exemplo, calcificação vascular, diabetes mellitus, doenças cardiovasculares, cirurgia, medicamentos) são a causa da disfunção erétil. Freqüentemente, causas mentais e físicas também estão conectadas.

Fatores Físicos

Idade

À medida que envelhece, ocorre mais disfunção erétil. Alterações no tecido dos corpos cavernosos, uma redução do fluxo sanguíneo e uma menor sensibilidade do tecido do corpo cavernoso podem desempenhar um papel. No entanto, a disfunção erétil não precisa ser tolerada como resultado da idade. A necessidade de ternura, proximidade e sexualidade é mantida mesmo na velhice e pode – se necessário com ajuda médica – ser experimentada.

Se achar que sua disfunção erétil

Procure ajuda urgente se achar que sua disfunção erétil está relacionada a outros sintomas e tiver problemas cardíacos e vasculares, como dor no peito e falta de ar, em combinação com fadiga, fortes flutuações de açúcar no sangue com sede extrema, tremores ou náusea ou dor intensa.

Disfunção sexual masculina: não apenas uma questão de potência

Cada quarto homem sueco no último ano teve disfunção sexual a longo prazo, o que geralmente leva a uma baixa satisfação sexual.

A disfunção masculina mais comum é a diminuição do interesse sexual. A ejaculação precoce é quase duas vezes mais comum que a disfunção erétil.

Combinações de disfunções freqüentemente ocorrem e freqüentemente ocorrem simultaneamente com a disfunção do parceiro feminino.

Muitos fatores de risco somáticos e psicológicos ocorrem.

Existe uma estreita correlação entre disfunção sexual e insatisfação com o relacionamento, a vida familiar e a vida como um todo.

A disfunção sexual não difere, em princípio, de outros problemas encontrados na saúde e nos cuidados médicos: a escolha certa do tratamento requer um diagnóstico diferencial adequado.

Dificuldades na cama deixam você nervoso. Mas às vezes é apenas um sintoma que indica um grande problema de saúde. É necessário começar o tratamento a tempo para que depois não seja dolorosamente doloroso.

Problemas sexuais em homens geralmente estão associados à idade. Isso é verdade. Quanto mais velha a pessoa se torna, maior o risco de disfunção erétil: de 5 a 8% em jovens a 75 a 80% em crianças de oitenta anosA prevalência mundial e epidemiologia da disfunção erétil .

Mas a disfunção e a impotência são apenas sinais de doenças mais complexas. Aqui estão seis razões para o fracasso sexual, que é mais importante que a própria impotência.

1. Insuficiência Coronária

Disfunção erétil antes dos 45 anos é fator de risco para insuficiência coronarianaFatores de risco para doença cardíaca coronariana em pacientes com menos de 45 anos de idade . . É uma condição na qual colesterol, coágulos sanguíneos ou tecido conjuntivo estreitam o lúmen das artérias coronárias. Como resultado, o sangue não flui para o coração no volume necessário, a doença cardíaca coronária se desenvolve com todas as conseqüências desagradáveis: arritmia, insuficiência cardíaca.

Como isso está relacionado à ereção? A camada interna dos vasos sanguíneos – o endotélio – sinaliza quando os vasos sanguíneos devem se contrair e relaxar. Quando o endotélio não está funcionando, as paredes das artérias não podem relaxar. Como resultado, os vasos que devem preencher o pênis com sangue não funcionam.Estudo epidemiológico da prevalência de disfunção erétil na Federação Russa. E aqui está, impotência.

Como as artérias do sistema reprodutivo são mais estreitas do que as que alimentam o cérebro e o coração, em primeiro lugar as violações afetam a ereção e a insuficiência coronariana é detectada mais tarde. Se você também fuma ou está acima do peso, o risco de problemas cardíacos aumenta. Então, se você tiver problemas, vá não apenas ao urologista, mas também ao cardiologista.

Alimentos nutritivos e saudáveis ​​

Como mencionado anteriormente, é importante não apenas aumentar seu consumo de calorias, mas suprir seu corpo com nutrientes valiosos para o bom funcionamento de todos os sistemas. A lista a seguir inclui fontes de nutrição nutritiva, mas também maneiras de incorporá-las à sua dieta!

Mito: Uma dieta de desintoxicação vai me ajudar a perder peso

Dietas de desintoxicação estão tão difundidas que certamente teremos encontrado uma delas. Eles são anunciados em revistas, na mídia e na internet, pintados com as mais belas cores e as mais mágicas promessas.

Certamente todos nós pensamos em tomar uma dieta de desintoxicação, ou já tentamos pelo menos uma vez. Especialmente após um período de relaxamento nutricional e aumento do consumo de doces, alimentos gordurosos e álcool, querendo se sentir melhor com o nosso corpo e perder peso imediatamente. Mas nós realmente perdemos quilos com tal dieta?

Inicialmente, seja uma dieta em jejum, consumo monófago de um determinado grupo de alimentos, ou bebidas e sopas desintoxicantes, devemos saber que não há conhecimento científico em nenhum dos itens acima.

A desintoxicação do nosso organismo ocorre através do nosso próprio corpo e órgãos como um processo natural. Praticamente nosso corpo funciona como um laboratório químico natural que continuamente filtra e elimina todas as toxinas.

Em um segundo nível, precisamos ter cuidado com o funcionamento desses métodos. Estes são geralmente programas de perda de peso hipotérmicos, que não possuem os nutrientes necessários e levam a uma perda de peso aparente que nada mais é que perda de massa muscular e fluido. Além da perda de massa muscular, as dietas de desnutrição levam a um metabolismo mais lento, enfraquecimento do sistema imunológico e desidratação.

Se queremos seguir um estilo de vida saudável, manter um peso saudável, ou até mesmo perder alguns quilos, devemos primeiro aprender a comer corretamente. Uma dieta saudável ou uma dieta bem estruturada inclui todos os grupos de alimentos e nutrientes essenciais, fornecendo uma base para a nossa educação nutricional em vez de promessas mágicas!

Dicas para perder peso

Acima estão todas as maneiras e armadilhas descritas que você pode fazer quando você quer perder peso. Primária e líder é e sempre será: o balanço energético. Abaixo você pode ler algumas dicas inteligentes que podem ajudar você a perder peso.

Café da manhã, mas leve

Muitas pessoas pensam que, quando pulam o café da manhã , economizam uma parte do orçamento de calorias para o final do dia. Isso é verdade, é claro, mas há uma boa chance de você comer demais no final do dia para compensar o café da manhã. Café da manhã sempre, mas faça isso muito mais leve que o normal. Um bom café da manhã também contém proteína suficiente para que você tenha uma sensação mais saciada e não fique rapidamente com fome e comece a semear.

Beba muita água

Pode ser um clichê, mas a água é realmente uma parte importante quando você quer perder peso. Ajuda em primeiro lugar a fornecer ao seu corpo umidade suficiente e a drenar todo o lixo. Além disso, também lhe dá uma sensação completa que faz você comer menos. Muitas vezes as pessoas comem mais do que bebem, então tente beber pelo menos 3 ou 4 litros por dia de água.

Não beba calorias

Água ou chá podem ajudá-lo a se sentir cheio durante o dia e a suprimir a fome. Mas você também pode beber algo como refrigerantes. A desvantagem de beber refrigerantes é que você imediatamente trabalha uma grande quantidade de calorias dentro. Isso não é exatamente a intenção quando você quer perder peso. Então você quer trabalhar no seu peso? Certifique-se de não beber calorias.

Coma mais proteína

Se você tem a opção de escolher entre proteínas, carboidratos ou gorduras, escolha alimentos que contenham muita proteína. A proteína geralmente contém menos calorias e freqüentemente também tem fome. Que, em combinação com o fato de que a ingestão de proteína garante que a sua massa muscular seja mantida é um acéfalo. Comendo mais proteína.

Pegue uma partida

Você vai sair para jantar? Em seguida, tome um aperitivo com poucas calorias. Como o prato principal é frequentemente acompanhado por batatas ou batatas fritas, muitas vezes pode levar a uma maior ingestão de calorias do que o desejado. Portanto, comece com a partida para que você não comece a morrer de fome no prato principal.

O que você faria para aumentar seu pênis?

Um homem que está insatisfeito com o órgão sexual pode ter vergonha de ter relações sexuais com uma mulher, sentir-se inútil, e tentar evitar outras situações que lhe exigem para expor seus órgãos genitais em público, tais como chuveiros, utilização de serviços públicos e assim por diante. Como resultado dessa “ansiedade peniana”, ansiedade geral, ansiedade de desempenho, depressão e, em casos extremos, atos suicidas também podem se desenvolver .

O que você faria para aumentar seu pênis? Acontece que muitos homens estão dispostos a fazer muito para acrescentar mais alguns centímetros ao comprimento ou à circunferência do pênis. É importante lembrar que o aumento do pênis não é um procedimento simples e até mesmo arriscado, e ainda assim o senso comum não é suficiente para impedir que alguns de nós o façam. Você precisa ampliar seu pênis? Você deve saber que, mesmo que pense que seu pênis é pequeno, é provável que seja do tamanho normal. Durante a ereção erétil, o comprimento adequado do pênis deve estar dentro da faixa de 14 a 18 cm, enquanto a amplitude média é de 11,8 a 13,8 mm. Além disso, recomenda-se saber que, em pessoas com sobrepeso ou obesas, a lipoaspiração pode ser realizada a partir da área para remover a gordura que faz com que o pênis pareça mais curto do que seu comprimento verdadeiro.

Se você insiste que você tem um pênis pequeno, você deve primeiro consultar um urologista ou um cirurgião plástico e, em alguns casos, com um psiquiatra ou um psicólogo. Alguns homens podem sofrer de um distúrbio mental que inclui uma percepção distorcida do tamanho de seu pênis – mesmo depois de ser dito que é perfeitamente normal. Isso é semelhante à percepção da anorexia de seus corpos – embora eles digam que são magros, eles se sentirão pesados.

De fato, de acordo com um estudo sobre o assunto, constatou-se que a maioria das pessoas que se submetem à cirurgia de aumento do pênis sofrem desse distúrbio, e são também as que mais se sentem insatisfeitas com o resultado da cirurgia. Portanto, em tais situações, é preferível abordar um psiquiatra sobre um cirurgião plástico, já que este é um transtorno mental e não físico.

Aumento do pênis é seguro?

O comprimento do pênis em homens que vivem na Europa varia de 8 a 12 cm em repouso, não é um tamanho para se envergonhar, no entanto, muitos homens são, portanto, complicados. Devido a isso, muitos tipos de medicamentos, géis e dispositivos são propostos no mercado, os quais supostamente ardam na obtenção dos resultados esperados. Alguns também valorizam exercícios apropriados para aumentar o tamanho do pênis . Qual é a eficácia de tais tratamentos? Quando se trata de treinamento, não vale a pena tomar tais ações por conta própria, porque você pode se machucar.

Você deve usar a ajuda de um médico que irá escolher a solução melhor e segura para nós. Você precisa saber que os complexos associados ao tamanho de um membro têm uma base na psique e, em princípio, você deve começar com isso. O comprimento ou a circunferência do pênis não garante a satisfação com a vida íntima, o que é confirmado por um grande grupo de mulheres e médicos. Um homem com um pênis grande não será capaz de satisfazer seu parceiro se ele for insensível e não tiver fantasia.

Como você naturalmente aumenta seu pênis?

Espessura e comprimento do pênis podem variar, mas um grande grupo de homens não se sente satisfeito com o tamanho de seu nascimento. O comprimento médio do pênis é de cerca de dez centímetros, enquanto a espessura média é de 2,5 cm. No modo de ereção , o pênis tem uma média de 12 a 18 cm de comprimento. Embora os médicos garantam que não é o tamanho e finesse é o mais importante, a maioria dos homens tem complexos. Estes tipos de problemas podem ser compensados ​​de forma natural, a ampliação do pénis é possível e a cirurgia não é necessária. Primeiro de tudo, você tem que estar ciente do fato de que seu tamanho muda sob a influência de vários fatores. O pênis fica menor sob a influência do frio, medo e fadiga, mas infelizmente, com o passar dos anos, ele se torna menor.